Cyrela (CYRE3) lucra R$ 238 milhões

A construtora Cyrela (CYRE3) lucrou, de forma líquida, R$ 238 milhões no terceiro trimestre de 2020 , número 83% menor do que o R$ 1,4 bilhão faturado em mesmo período ano passado – quando, porém, o balanço foi muito beneficiado pela abertura inicial de capital de subsidiárias da Plano&Plano, Cury e Lavvi.

Apesar da queda do lucro na base anual por conta da consideração de efeitos não recorrentes no mesmo período do ano passado, a Cyrela conseguiu elevar a sua receita líquida em 10,7%, chegando a R$ 1,2 bilhão.

A receita foi impulsionada pela alta do número de entregas, que avançou 39,1% na base anual, chegando a um valor geral de vendas de R$ 642 milhões. Além disso, a companhia aumentou o seu valor geral de vendas de lançamentos em 33%, chegando a R$ 2,2 bilhões.

No terceiro trimestre, a construtora entregou seis projetos, com 925 unidades e R$ 642 milhões de valor geral de vendas e, atualmente, possui 79 obras em andamento.

A margem bruta da Cyrela caiu de 36,6% para 34,7%, “principalmente, pelo menor impacto positivo das correções monetárias nas carteiras
de recebíveis”.

As despesas comerciais chegaram a R$ 95 milhões entre julho e setembro deste ano, ante R$ 72 milhões em igual período do ano passado. As gerais e administrativas, por sua vez, cresceram 31,4%, para R$ 122 milhões.

Por fim, o balanço da Cyrela é impactado pelo resultado financeiro, positivo em R$ 9 milhões, apesar de menor do que os R$ 24 milhões de 2020.

Deixe uma resposta