Eneva registra lucro de R$ 118,1 milhões no segundo trimestre de 2021

A Eneva informou ontem (05), através da sua Apresentação de Resultados, que obteve um lucro líquido de R$ 118,1 milhões no segundo trimestre de 2021, um aumento de cerca de 38% em comparação ao mesmo período em 2020. Isso se deu por conta de uma antecipação de despachos das suas usinas térmicas, que produziram mais cedo devido à crise hidrelétrica assistida no Brasil.

Em meio a esse cenário delicado de crise hídrica, o Ebtida ajustado da empresa cresceu em 35%, enquanto a receita operacional líquida aumentou para R$ 962,5 milhões, crescendo cerca de 85,6%. A Eneva, que possui seis unidades geradoras de energia (4 movidas a gás natural no Maranhão, 1 a carvão no Maranhão também e 1 a carvão no Ceará), costuma produzir o próprio gás utilizado nas termelétricas. 

A empresa ainda registrou, nesta semana, uma atualização sobre suas reservas de gás, nas bacias de Amazonas e Solimões, apontando para um crescimento do volume e que deverá auxiliar na geração elétrica no Norte do país.

Com o bom desempenho econômico relatado pela Eneva e um quadro favorável para os próximos períodos, o ativo ENEV3, vem performando, até o presente momento (15:54) em uma alta de 1,13%, sendo cotado em cerca de R$ 17,06. 

Deixe um comentário